News
Você está aqui: Capa » NOTÍCIAS » Arqueólogo diz ter achado relicário de restos mortais de apóstolos

Arqueólogo diz ter achado relicário de restos mortais de apóstolos




Um relicário que pode ter guardado os restos mortais dos apóstolos Filipe, André e Pedro, foi descoberto nas ruínas da antiga cidade israelense de Betsaida.

As informações são do arqueólogo e professor Mordechai Aviam, da Faculdade Acadêmica Kinneret. Ele revelou que um bloco de 661 quilos de basalto, com três compartimentos no topo, foi encontrado na cidade bíblica, também conhecida como el-Araj.

“Sugerimos, com cautela, que este poderia ser o relicário de Pedro, Filipe e André”, disse o arqueólogo.

A cidade é mencionada na Bíblia em João 1:44, como a cidade natal dos três apóstolos. Mordechai admitiu que ainda há uma avaliação para entender se el-Araj é de fato a antiga Betsaida. Apesar disso, ele afirmou que é o local mais provável do que outros locais que foram propostos, e que estão sendo explorados por outros pesquisadores.

O grupo de arqueólogos estavam cavando as ruínas de uma igreja que já existiu na cidade, mas o relicário foi encontrado por acaso. “Não encontramos na escavação”, disse Mordechai. “Foi encontrado nos escombros de uma casa de dois andares da era otomana construída por um homem rico de Damasco, que possuía toda a terra localmente no final do século XIX.

Acredita-se que o relicário tenha sido colocado no piso abaixo do altar da igreja, pois o fundo da pedra era áspero e não esculpido como o topo. Nas igrejas bizantinas, os relicários que possuem relíquias sagradas estão posicionados exatamente dessa forma.

Mordechai falou sobre um peregrino bizantino do século VIII chamado São Willibald, que viajou e escreveu sobre a área ao redor do Mar da Galileia, mencionando tanto a Igreja dos Apóstolos quanto Betsaida. “Eles foram a Betsaida, o lugar nativo de Pedro e André. Uma igreja agora ocupa o lugar onde ficava sua casa”, escreveu Willibald.

O arqueólogo explicou que isso significa que, naqueles dias, acreditava-se que a área de el-Araj era Betsaida. “Willibald apenas mencionou a igreja de dois apóstolos, Filipe e André: ele não mencionou Pedro nesse contexto. Ainda sinto que era a igreja dos três apóstolos”, disse o arqueólogo, observando os três compartimentos na rocha de basalto.

Mordechai argumentou ainda que el-Araj se destacava no primeiro século a.C. para o quarto século. “A assembleia inteira nos permite propor com segurança isso como a localização da aldeia de Betsaida”, acrescentou.

“É uma vila de pescadores na margem do Lago Kinneret, que durante o primeiro século expandiu e se tornou um assentamento urbano, ao qual pertence a casa de banhos e que agora está sendo exposto na escavação”.

O balneário de estilo romano é uma descoberta anterior revelada, em agosto de 2017, que levou os pesquisadores a acreditarem que encontraram Betsaida.

O Kinneret College disse em uma declaração que os restos de uma igreja bizantina podem ter sido estabelecidos no antigo local onde os apóstolos costumavam viver.

Fonte: Guia-me



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*